ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Pesquisadores afirmam que pular o jantar pode ajudar a perder peso

O que importa não é o que você come, e sim a hora em que você come. Embora acreditemos que o problema de nosso sobrepeso esteja relacionado às batatas fritas e pizzas que consumimos (e provavelmente também esteja), a distribuição das refeições ao longo do dia pode ter uma importante influência no corpo. Já ouvimos muito sobre a importância vital do café da manhã ou de comer cinco ou seis vezes ao dia, mas agora um novo estudo universitário afirma que a chave para o emagrecimento está nos períodos da tarde e da noite.
(Foto: Flickr)
Pesquisadores da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, estão tentando determinar se uma pessoa pode queimar mais gordura e perder peso simplesmente alterando seus padrões de alimentação. “Comer em intervalos menores de tempo do que o habitual pode, sem dúvida, ajudar a perder peso,” explicou a Dra. Courtney Peterson, professora associada do departamento de Ciências da Nutrição da Universidade do Alabama. “Descobrimos que comer das 8h às 14h e depois fazer jejum durante 18 horas mantém o nível de apetite mais estável durante o dia, em comparação com a rotina habitual de comer entre as 8h e as 20h”.
Este estudo conseguiu demonstrar, pela primeira vez, uma relação entre a perda de peso em humanos e a chamada “alimentação em tempo restringido,” que estabelece que a última refeição deve ser feita às 14h, e nada mais deve ser ingerido até o café da manhã do dia seguinte.
(Foto: Pixabay)
O corpo humano, como o de muitas criaturas terrestres, possui um relógio biológico interno, também conhecido como relógio circadiano. As funções metabólicas, as secreções hormonais e as ações musculares involuntárias ocorrem de acordo com o ritmo circadiano. Desviar-se deste relógio biológico causa um rompimento nos processos naturais de nosso corpo. Nossas funções digestivas e metabólicas alcançam seu pico pela manhã, de forma que os pesquisadores acreditam que jejuar durante a tarde e à noite pode influenciar positivamente a saúde das pessoas.
No estudo da Universidade do Alabama, a Dra. Peterson e sua equipe monitoraram onze pessoas com sobrepeso, durante quatro dias, nos quais elas se alimentaram somente das 8h às 14h. Outros quatro participantes ingeriram alimentos até as 20h. Em ambos os casos um número idêntico de calorias foi consumido, e os resultados mostraram que eliminar o lanche da tarde e o jantar à noite estimulava a queima de gorduras e calorias e promovia uma mudança no apetite. A questão é se este estudo abrirá as portas para o fim do jantar como o conhecemos hoje. Será que seremos capazes de renunciar a ele?
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário