ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Para que amar? - Prof. Ms. Fábio Cristovão dos Anjos

Para que amar?

Conjunto de sofrimentos
intenso é amar
sofrer também
viver com a alma
é silenciar e cala

Apenas sentir
deixar-se não é preciso
lute, fuja, não espere
para que isso
não sei ou finjo que não

É tudo duvidoso
questionamentos nos corrói
lentamente, lentamente
ou brutalmente por dentro
que se refleti por fora

Fora, fora,
fingir que não
estar longe de ser solução
interromper não adianta
é melhor viver
até que o dia de sofrer vem

Afinal essa tal perfeição
chegará o dia que será ilusão
só lembraremos do tempo perdido

Agulhadas de agulhas grossas
maltratam meu eu
flash back de momentos
só faz piorar tudo

A cabeça tanto que avisou
mais somos movidos pelo coração
medíocre, egoísta de se próprio

Nenhum razão para amar
se não amar, amar, amar
procurando quem quer distância
entre a gente só a feridas que dói

Perguntas gritão aqui dentro de mim
em teus gestos grosseiros
desprezos sinceros
que se tornaram pedaços
fatias do que imaginei para nós dois

Para que se desgastar
para que deixar a cabeça de lado
para que querer você entre meus lados
para que trocar nossa respiração
para que sentir teus fôlegos de prazer
para que beijar e sentir lábios quentes
para que gozar e dividir prazeres
para que amar?

Autor
ANJOS,F.C
Prof. Ms. Fábio Cristovão dos Anjos
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário