ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Imprensa Internacional elogia abertura dos Jogos Olímpicos

Exibir galeria
.


Sucesso de público e crítica. Esse pode ser o resumo da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A solenidade dirigida por Fernando Meirelles agradou e teve uma repercussão extremamente positiva na imprensa internacional. Um dos mais elogiosos foi o “Washington Post”. O tradicional diário norte-americano estampou “Rio traz seu estilo sambista à cerimônia de abertura da Olimpíada de Verão”.  O jornal lembra de todas as complicações em torno da realização dos jogos, mas ressalta que por uma noite o Rio mostrou o que tem de melhor. 

Exibir galeria
.


O The New York Times, por sua vez, acompanhou em tempo real a cerimônia por meio de seus enviados especiais. O texto do jornal assinado pelo jornalista Simon Romero afirma que a cerimônia disfarçou feridas brasileiras por algumas horas e que se existe um país que precisa de um momento inspirador atualmente este é o Brasil. Romero ainda elogiou o bom gosto da cerimônia e fez um paralelo com abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) que, segundo ele, pecou nos exageros e foi usada apenas como demonstração de força econômica. 

Outro jornal bastante elogioso foi o argentino “Clarín”. O Diário argentino  elogia a cerimônia e a cidade “por suas cores, por seus fogos de artifício, por sua música, por sua gente, pelo Cristo Redentor, aliás ao fundo como perfeito protetor, ícone universal de uma cidade na qual cabem vários mundos”.

O jornal inglês “The Guaradian” também promoveu uma abertura em tempo real com viés bastante positivo. O veículo elogiou a proposta da cerimônia de abertura e a escultura giratória que fica atrás da pira olímpica. 

Exibir galeria
.


Já para o espanhol “El País” destacou a presença de Rafael Nadal como porta-bandeira da Espanha em um texto sob o título de “As imagens de uma festa em que o Brasil celebra sua diversidade”. 

O Le Monde também  promoveu um tempo real da abertura e prometeu que uma extensa cobertura dos Jogos Olímpicos. 

Já o jornal  inglês "Telegraph" descreveu a animação que tomou conta dos brasileiros:  "É como se alguém tivesse apertado o botão e ligado as pessoas. De repente, tudo é esplêndido."

Exibir galeria
.

Por fim, o também inglês "The Independent" questiona se “o Brasil vai conseguir fazer um Carnaval a partir do caos?”. 
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário