ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Sexo dura, em média, cinco minutos

É como esperar a água ferver na panela e preparar um miojo instantâneo. Coisa de cinco minutos. O mesmo que dura o sexo dos heterossexuais, cronometrando da penetração à ejaculação. Quem chegou a esse tempo médio foi o psicólogo Brendan Zietsch, da Universidade de Queensland (Austrália), depois de analisar váááários estudos científicos sobre o assunto. Num deles, por exemplo, 500 casais de cinco países toparam transar de olho no relógio durante um mês e anotaram tudo.
Imagina o caderninho no criado-mudo: “início do coito às 20h35” e “término às 20h40”. E, assim, nem dá pra gente dizer que eles só contabilizaram as “rapidinhas”. Nãnãninãnão! Cinco minutos era o tempo NORMAL do vuco-vuco para a maioria dos participantes. Uma rapidinha, então, fica no patamar dos segundos? Quanto mais velho era o cara, menos ele conseguia segurar a gozada. Homens de 18 a 30 anos tiveram, em média, penetrações de 6,5 minutos. Esse número caiu para 4,3 minutos entre aqueles com mais de 51 anos.
Tá achando POUCO? Pois lá na década de 1940, o biólogo americano Alfred Kinsey (um dos pesquisadores mais foderosos da sexualidade humana) estudou o comportamento sexual de 18 MIL CASAIS e apresentou estatísticas inéditas. Afirmou, por exemplo, que 75% dos homens atingem o orgasmo depois de DOIS MINUTOS de penetração. Sabe o que isso significa? Que é quase impossível as mulheres terem prazer porque elas precisam de dez a vinte minutos, segundo Kinsey!
Agora… também achei meio bizarro o método estabelecido pra dizer quando começa e acaba o sexo. Pô, se resume ao momento em que o pau está dentro da vagina??? Você pode ter ficado, sei lá, 30 minutos nas preliminares (beijos, amassos, strip, massagem,masturbaçãosexo oral etc) e daí realmente o resto se conclui em cinco minutos. Ou não?
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário