ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Lucy Alves brilha como Luzia e ganha espaço em Velho Chico

  • Em sua estreia na teledramaturgia, Lucy Alves interpreta a forte Luzia em Velho Chico, da Globo - Foto: Caiuá Franco/TV Globo
    Em sua estreia na teledramaturgia, Lucy Alves interpreta a forte Luzia em Velho Chico, da Globo
Na sua estreia em novelas, em Velho Chico, o desafio de Lucy Alves, 30 anos, não era fácil: viver Luzia, personagem forte, possessiva, insegura e impetuosa. Mas o talento da paraibana se revelou de tal modo que a crítica já decreta que ela roubou a cena da mocinha vivida por Camila Pitanga. "É muito bom ver que todo dia ela cresce mais um pouco dentro de uma obra que privilegia o Nordeste", diz, orgulhosa, Lucy, que é só elogios ao companheiro de cena Domingos Montagner, intérprete de seu marido Santo.

"Domingos é um querido, um cara que quero levar para o resto da vida. É um parceiro generoso de cena e um ser humano incrível. A gente se identificou logo no começo e é muito bom contar com a ajuda dele. Trocamos muitas informações. Ele é um cara que está sempre disponível para ajudar. Tenho certeza que o crescimento da Luzia se deve muito à generosidade dele. É muita sorte poder começar com uma parceria dessas", afirma.


Lucy também comenta a forte - e elogiada - cena em que Luzia troca tapas com sua rival Tereza (Camila Pitanga). "A briga retratou bem cada uma. Luzia ficou desesperada ao ver, após 28 anos, aquela mulher com poder de destruir tudo que ela construiu. Vem o desespero e ela parte para cima", pontua a atriz, já abordada nas ruas com casos semelhantes.


"Não é tão distante. Muitas pessoas já me abordaram dizendo que passaram por isso", conta Lucy, que também defende sua personagem. "Nunca encarei Luzia como uma vilã. Ela é uma mulher que luta pelos seus objetivos. Claro que, às vezes, ela se utiliza de armas que não consideramos corretas, mas ela é uma mulher comum que tem seus rompantes", argumenta.


"Acima de tudo ela tem muito amor para dar às pessoas próximas e ela tem muito medo de perder essas pessoas. A figura do Santo é mais do que um marido. Ele é um pai, um irmão...ela acredita que ele preenche o espaço amargurado no coração dela pela questão da orfandade. Ela está sempre tentando conquistar aquelas pessoas. Quando vem alguém que ameaça tomar, ela vira bicho. Muitas vezes isso pega a gente. Acaba que ela tá certa, está defendendo o que é dela", emenda.


Com o sucesso e as críticas positivas do público e dos especialistas, Lucy deseja manter, em paralelo, as carreiras de atriz e cantora: "Eu realmente considero a música meu ofício número um. Trabalho com música desde que eu nasci e ela me toca num lugar muito especial, mas quero poder conciliar para o resto da vida".
Sobre as possíveis críticas, Lucy garante estar preparada. "Eu acho que vou receber críticas e terminei trabalhando isto em mim. A gente cresce e aprende com os comentários. Mas até aqui, as pessoas torcem, reconhecem esse crescimento. É impossível agradar a todos, mas é uma questão de maturidade. Aprendi isso com o The Voice. Eu realmente não esperava esse calor todo, mas veio porque sempre procurei trabalhar com a verdade e com a emoção", encerra.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário