ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Falta de verba federal ameaça serviço integral do novo Hospital da Mulher

Hospital corre risco de não funcionar completamente no tempo previsto (Foto: Andrea Rego Barros/Divulgação/PCR)Inaugurado há um mês, o Hospital da Mulher do Recife (HMR), no bairro do Curado, Zona Oeste da cidade, pode não entrar em pleno funcionamento. Se a prefeitura não conseguir novos recursos do governo federal, serviços importantes prometidos pela unidade de saúde, como cirurgias ginecológicas e o Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência, correm o risco de nem ser iniciados.

O assunto foi discutido durante reunião entre o prefeito Geraldo Júlio e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, realizada na quarta-feira (8), em Brasília. Após o encontro, porém, a liberação da verba não foi garantida, mas outras audiências devem ser marcadas.

Segundo o executivo municipal, para que o hospital funcione de maneira completa, o poder público precisa desembolsar R$ 6 milhões por mês. Hoje, o investimento mensal é de R$ 2 milhões, enquanto o aporte da prefeitura é de R$ 1 milhão, gerando um custo total de R$ 3 milhões.

Dessa forma, o município precisa de mais R$ 3 milhões para que o HMR dê continuidade ao cronograma de abertura de serviços. O secretário de Saúde da cidade, Jailson Correia, disse que, se o dinheiro chegar, as cirurgias ginecológicas e o centro de assistência às vítimas de violência entram em operação em menos de um mês. Já as UTIs e os atendimentos a pacientes de alto risco só devem funcionar a partir de setembro.

“A gente tem uma tratativa permanente desde que o hospital era um projeto, até porque parte da obra foi bancada pelo SUS em nível federal e pelas emendas dos nossos parlamentares no Congresso. Foi uma reunião de trabalho para que ele (o ministro Ricardo Barros) soubesse da situação e pudesse colocar o custeio da unidade nas obras prioritárias do país”, conta o secretário Jailson Correia, que descarta a possibilidade de fechamento do hospital.

Atualmente, o Hospital da Mulher oferece exames ambulatoriais e de imagem e consultas médicas de várias especialidades. Na última terça-feira (7), a maternidade começou a funcionar e os primeiros partos já foram realizados. De acordo com a prefeitura, cerca de 5 mil atendimentos foram feitos até agora. O prédio de mais de 13 mil metros quadrados, localizado na BR-101, no Curado, foi inaugurado no dia 10 de maio.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário