ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Haja Coração e Escrava Mãe: a guerra pela audiência no horário das sete

Paulo Carvalho e Tatá Werneck estão em "Escrava mãe" e "Haja coração", respectivamente. Foto: Record e Globo/Divulgação
Paulo Carvalho e Tatá Werneck estão em "Escrava mãe" e "Haja coração", respectivamente. Foto: Record e Globo/Divulgação


A faixa das sete ganhou mais atenção da Globo e da Record. Enquanto as novelas globais das 21h vêm caindo no Ibope, os folhetins que precedem o Jornal nacional têm conquistado uma parcela fiel da audiência. Alto astralI love Paraisópolis eTotalmente demais são exemplos de produções que surpreenderam com número de telespectadores.

A Globo divulgou a estreia de Haja coração para esta terça-feira, após disputa com a Record e mudança na data de exibição do capítulo final de Totalmente demais. Um dia antes, fez uma antecipação da trama substituta: exibiu um minicapítulo de apresentação de dez minutos. Haja coração, de Daniel Ortiz, busca a leveza para cativar o público.

A releitura de Sassaricando, exibida originalmente entre 1987 e 1988, aposta na comédia, mas não será um remake. Alguns personagens mantêm o nome, mas outros foram criados: Tancinha (Mariana Ximenes), Apolo (Malvino Salvador), Teodora Abdala (Grace Gianoukas), Aparício Varela (Alexandre Borges) e Fedora (Tatá Werneck).

O folhetim faz homenagem à São Paulo do século 21. A ideia é mostrar a cidade como caldeirão cultural do país. Haja coração parte do romance entre a feirante Tancinha e o caminhoneiro Apolo, que é afetado pelo publicitário Beto (João Baldasserini). A confusão aumenta quando a irmã de Beto, Tamara (Cleo Pires), se interessa por Apolo. O quarteto amoroso guia a trama.

Outro núcleo aborda a rivalidade entre os Di Marino, família de Tancinha, e os Abdala. Francesca (Marisa Orth) criou sozinha os quatro filhos - Tancinha, Giovanni (Jayme Matarazzo), Carmela (Chandelly Braz) e Shirlei (Sabrina Petraglia) - depois que o marido, Guido (Werner Schünnemann), desapareceu. Ela culpa Aparício (Alexandre Borges) por esse sumiço.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário