ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Dia de protestos por ampliação de programas sociais em Pernambuco "Recife, Cabo de Santo Agostinho, Paulista e Caruaru"

Na foto da esquerda, protesto em frente ao Centro de Convenções. À direita, manifestantes na Avenida Norte. Fotos: Aline Leobaldo/ Márcia Olegário/ Cortesia (Na foto da esquerda, protesto em frente ao Centro de Convenções. À direita, manifestantes na Avenida Norte. Fotos: Aline Leobaldo/ Márcia Olegário/ Cortesia)

Recife, Cabo de Santo Agostinho, Paulista e Caruaru vivem uma série de protestos na manhã desta terça-feira. As mobilizações, iniciadas por volta das 7h30, pedem a manutenção e ampliação dos programas sociais do Governo Federal. Os atos acontecem simultaneamente nas Avenidas Sul, Norte, Caxangá, Recife, Agamenon Magalhães nas imediações do Shopping Tacaruna e nas proximidades do Shopping RioMar e foram encerradas por volta das 9h da manhã.

Na Avenida Sul, a TV Clube/Record flagrou um homem, que disse ser policial e que seguia na garupa de uma motocicleta, a apontar uma arma em direção aos manifestantes para furar o bloqueio. Outras manifestações também acontecem na BR-232, em Caruaru, na BR-101 Sul, no Cabo de Santo Agostinho e na BR-101 Norte, no município do Paulista.

Organizações sindicais e populares que participam das manifestações querem a manutenção e ampliação dos programas sociais do Governo Federal (Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), Pronatec, Prouni, Pronaf, entre outros). Além disso, o Movimento Nacional de Luta Pela Moradia (MNLM) pede o fim do déficit habitacional, com o estímulo à organização e articulação nacional dos movimentos de luta pela moradia, desenvolvidos por sem-tetos, inquilinos, mutuários e ocupantes, unificando suas lutas pela conquista da moradia e o direito fundamental à cidade.

As manifestações também são contra a possibilidade de impeachment da presidente Dilma. De acordo com o reverendo Marco Cosmo, coordenador do Movimento do Trabalhadores Sem Teto (MTST) em Pernambiue e da União Nacional de Moradia Popular, os atos vão continuar sendo realizados até a votação do processo em Brasília. Segundo ele, no Recife cerca de 120 pessoas participam das manifestações a favor da democracia e contra a possibilidade de retrocesso na política habitacional. No estado todo, a estimativa é de que cinco mil pessoas participam das manifestações.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário