ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

10 filmes com cenas de sexo explícito (que não são pornô)

Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.

“Último Tango em Paris”

O filme clássico de Bernardo Bertolucci acabou ganhando muito mais repercussão por conta de cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schneider. O ator usou manteiga como lubrificante e a penetrou. Anos depois a atriz veio a público dizer que nada daquilo estava combinado com ela e se sentiu estuprada.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.

“Último Tango em Paris”

O filme clássico de Bernardo Bertolucci acabou ganhando muito mais repercussão por conta de cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schneider. O ator usou manteiga como lubrificante e a penetrou. Anos depois a atriz veio a público dizer que nada daquilo estava combinado com ela e se sentiu estuprada.

“Pink Flamingos”

Longa norte-americano do começo dos anos 70 de baixo orçamento, recheado de bizarrices. Entre cenas de coprofagia (comer fezes) e sexo oral entre mãe e filho, ainda há uma cenas de sexo de um casal com uma galinha.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.

“Último Tango em Paris”

O filme clássico de Bernardo Bertolucci acabou ganhando muito mais repercussão por conta de cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schneider. O ator usou manteiga como lubrificante e a penetrou. Anos depois a atriz veio a público dizer que nada daquilo estava combinado com ela e se sentiu estuprada.

“Pink Flamingos”

Longa norte-americano do começo dos anos 70 de baixo orçamento, recheado de bizarrices. Entre cenas de coprofagia (comer fezes) e sexo oral entre mãe e filho, ainda há uma cenas de sexo de um casal com uma galinha.

“Os Idiotas”

Mais uma vez, Von Trier: em filme que ainda tem resquícios dos preceitos do Dogma (sem luz artificial e sem edição de som (uma clara renúncia à qualidade estética), o filme conta a história de um grupo de pessoas que se faz de idiota para atacar as hipocrisias da sociedade. E o sexo? Tem cena de penetração real.

“9 Canções”

Muita música e muito sexo. Casal que se conhece em um show vive romance tórrido. As músicas são tocadas por oito diferentes bandas de rock. As cenas são sempre do mesmo casal, com direito a penetração, sexo oral e até ejaculação.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.

“Último Tango em Paris”

O filme clássico de Bernardo Bertolucci acabou ganhando muito mais repercussão por conta de cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schneider. O ator usou manteiga como lubrificante e a penetrou. Anos depois a atriz veio a público dizer que nada daquilo estava combinado com ela e se sentiu estuprada.

“Pink Flamingos”

Longa norte-americano do começo dos anos 70 de baixo orçamento, recheado de bizarrices. Entre cenas de coprofagia (comer fezes) e sexo oral entre mãe e filho, ainda há uma cenas de sexo de um casal com uma galinha.

“Os Idiotas”

Mais uma vez, Von Trier: em filme que ainda tem resquícios dos preceitos do Dogma (sem luz artificial e sem edição de som (uma clara renúncia à qualidade estética), o filme conta a história de um grupo de pessoas que se faz de idiota para atacar as hipocrisias da sociedade. E o sexo? Tem cena de penetração real.

“9 Canções”

Muita música e muito sexo. Casal que se conhece em um show vive romance tórrido. As músicas são tocadas por oito diferentes bandas de rock. As cenas são sempre do mesmo casal, com direito a penetração, sexo oral e até ejaculação.

“Lucia e o Sexo”

Filme espanhol de Julio Medem tem a linda atriz Paz Veja no papel de Lucia, uma jovem garçonete em uma relação conturbada com um escritor, Lorenzo. Ele parte para uma viagem sem ela, que, perturbada, viaja sozinha, e mergulha em si mesma para decifrar suas paixões.
Love 3D
Tudo pela arte? Muitos cineastas acreditam que sim e quiseram que as cenas de sexo dos seus filmes fossem reais. Sim, penetração mesmo, toque, sexo oral de verdade, sob luzes, com câmera, microfone e equipe em volta.
Veja 10 filmes em que os atores realmente fizeram sexo nas filmagens:

“Ninfomaníaca”

O diretor dinamarquês Lars Von Trier é polêmico em diversos aspectos. Desafia regras e tem prazer claro por chocar. Por isso, um filme que fala sobre o vício em sexo de uma personagem só poderia ter sexo de verdade.

“Love”

O filme em 3D do diretor Gaspar Noé (“Irreversível”) tem até ejaculação na tela.

“Uma Estranha Amizade”

Apesar de a trama basear-se na improvável amizade de uma garota de 21 anos com uma senhora de 85, o filme tem cenas de sexo explícito, pois a personagem de Dree Hemingway (bisneta de Ernest) é uma atriz pornô.

“Um Estranho no Lago”

Apesar de as cenas de penetração terem sido simuladas, há cenas de masturbação, ejaculação e sexo oral reais, apenas entre homens.

“Último Tango em Paris”

O filme clássico de Bernardo Bertolucci acabou ganhando muito mais repercussão por conta de cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schneider. O ator usou manteiga como lubrificante e a penetrou. Anos depois a atriz veio a público dizer que nada daquilo estava combinado com ela e se sentiu estuprada.

“Pink Flamingos”

Longa norte-americano do começo dos anos 70 de baixo orçamento, recheado de bizarrices. Entre cenas de coprofagia (comer fezes) e sexo oral entre mãe e filho, ainda há uma cenas de sexo de um casal com uma galinha.

“Os Idiotas”

Mais uma vez, Von Trier: em filme que ainda tem resquícios dos preceitos do Dogma (sem luz artificial e sem edição de som (uma clara renúncia à qualidade estética), o filme conta a história de um grupo de pessoas que se faz de idiota para atacar as hipocrisias da sociedade. E o sexo? Tem cena de penetração real.

“9 Canções”

Muita música e muito sexo. Casal que se conhece em um show vive romance tórrido. As músicas são tocadas por oito diferentes bandas de rock. As cenas são sempre do mesmo casal, com direito a penetração, sexo oral e até ejaculação.

“Lucia e o Sexo”

Filme espanhol de Julio Medem tem a linda atriz Paz Veja no papel de Lucia, uma jovem garçonete em uma relação conturbada com um escritor, Lorenzo. Ele parte para uma viagem sem ela, que, perturbada, viaja sozinha, e mergulha em si mesma para decifrar suas paixões.

“The Brown Bunny”

Vincent Gallo dirige o filme em que recebe sexo oral da atriz Chloe Sevigny, então sua namorada. A cena causou muita polêmica e teria atrapalhado a atriz em sua carreira, que teve dificuldades em conseguir papéis de destaque em Hollywood depois disso.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário