ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

EXTRA! EXTRA! Cientistas conseguem implantar conhecimentos diretamente no cérebro... #sqn

No último dia 1º de Março, foi publicado no jornal inglês Telegraph a notícia de que um grupo de cientistas teria descoberto como fazer o "upload de conhecimento para o cérebro". Segundo a reportagem, traduzida pelo site Universo Racionalista:

"Enviar conhecimento diretamente para o seu cérebro, exatamente como no filme de ficção científica Matrix, poderá em breve demandar um esforço semelhante ao de dormir, cientistas acreditam. Pesquisadores alegam ter desenvolvido um simulador que pode enviar informações diretamente para o cérebro de uma pessoa e a ensiná-la novas habilidades em um curto período, comparando-o com a “imitação da arte pela vida”. Eles acreditam que esse simulador pode ser o primeiro passo no desenvolvimento de uma software avançado que irá fazer do aprendizado instantâneo, ao estilo de Matrix, uma realidade. No clássico da ficção científica, o protagonista Neo é capaz de aprender Kung Fu em segundos depois que essa arte marcial é carregada para o seu cérebro. Pesquisadores da HRL Laboratories dizem ter encontrado uma maneira de ampliar o aprendizado, só que em escala muito menor do que visto no filme de Hollywood. Eles estudaram os sinais elétricos de um cérebro treinado de um piloto e então introduziram os dados de modo idêntico em indivíduos novatos, que aprenderam a pilotar um avião em um simulador de voo realista. O estudo, publicado no periódico Frontiers in Human Neuroscience, descobriu que os indivíduos que receberam a estimulação cerebral via eletrodos implantados na cabeça melhoraram suas habilidades de piloto e aprenderam as tarefas 33% melhor que o grupo placebo".

Só que não.... Como avalia o blog Neuroskeptic (em tradução minha):

"É verdade que os pesquisadores estimularam eletricamente os cérebros de alguns voluntários, utilizando a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC). É verdade que o objetivo era tentar fazer os voluntários aprenderem melhor. Mas ninguém fez upload de nada - certamente não dos dados gravados a partir dos "sinais elétricos de um cérebro treinado de um piloto", o que não é mencionado no artigo original. Isso é ficção científica. Ou melhor, ficção jornalística. Na verdade, o ETCC pretendia colocar o cérebro em um estado tal que ele iria aprender mais rápido - para aumentar de alguma forma a sua neuroplasticidade natural. Quando você pensa sobre isso, não é mais como no filme Matrix do que quando você, por exemplo, bebe uma xícara de café antes de estudar para uma prova. Em um caso, o estímulo é elétrico, no outro químico, mas você não vai "baixar" o conhecimento em nenhum os casos. Mas é ainda pior. O Telegraph relata que a ETCC foi eficaz - fez as pessoas aprenderem 33% melhor em uma tarefa de simulação de vôo. Uau! Mas isso não aconteceu. ETCC não teve nenhum efeito sobre o desempenho médio em qualquer um dos cinco indicadores de desempenho na tarefa de simulação de vôo. O único resultado significativo foi que, em algumas das métricas, a estimulação foi associada com uma redução significativa na variância entre os sujeitos, ou seja, tornou as pessoas mais semelhantes umas às outras (mas não melhor, em média). No entanto, como os grupos neste estudo foram muito pequenos (32 participantes foram divididos em quatro grupos, de 7 a 10 pessoas cada), a variação era gritante. Os próprios autores mencionam ser "excepcionalmente elevada a variância dentro do grupo." Para ser honesto, eu gostaria muito de ver mais dados antes de me sentir convencido de que algo tão incomum como uma "convergência para a média" estava acontecendo. De qualquer maneira, o artigo do Telegraph está errado sobre os 33% de aumento na performance da aprendizagem. O comunicado de imprensa da HRL sobre o estudo parece ser a fonte da maior parte dos erros, incluindo a analogia com o filme Matrix. Mas devemos libertar nossas mentes da ilusão dos comunicados de imprensa, Neo. Lembre-se ... tudo o que eu estou oferecendo é a verdade. Nada mais".

Fonte: http://psicologiadospsicologos.blogspot.com.br/2016/03/extra-extra-cientistas-conseguem.html
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário