ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Nova pesquisa diz que Eva foi feita a partir do pênis de Adão

Tradicionalmente, o Velho Testamento da Bíblia é interpretado dizendo que Eva foi feita a partir de uma costela de Adão, dando origem à mulher. Essa premissa existe a partir de uma tradução polêmica do hebraico, que alguns, porém, dizem ser um erro. 
Para Ziony Zevit, estudioso da Bíblia e professor da Universidade Judaico-Americana de Maryland, nos Estados Unidos, a primeira mulher foi feita mesmo é do pênis do primeiro homem, ou melhor, do “osso” da genitália de Adão. 
Para Zevit, a palavra “tsela” que aparece na Bíblia antiga não quer dizer costela. Na verdade, o significado deste vocábulo se refere a um membro que se destaca da anatomia do corpo quando visto em pé. Como Adão era um homem, é muito provável que a “tsela” seja, na verdade, o que seria o seu pênis.
Mais precisamente, seria uma espécie de báculo, conhecido informalmente como “osso do pênis” e presente na maioria dos mamíferos - mas não nos humanos, nos equídeos, nos marsupiais e nos lagomorfos. Chamado também de pêmur, ele é também usado para a cópula. 
De acordo com o pesquisador, que apresentou a sua teoria na revista “Biblical Archaeology Review” recentemente, isso explicaria o motivo dos humanos não terem esse “osso” no pênis.

Fonte: Yahoo
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário