ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Tem medo de avião? Saiba o que os pilotos nunca vão contar para você

(Thinkstock)
Ver as imagens
(Thinkstock)
Medo ou receio de voar de avião é muito comum, até em quem não se assume de fato um medroso. Afinal, é inegável que as instabilidades provocadas pelos gigantescos pássaros de ferro nos dão calafrios; a sensação de impotência em um eventual acidente é latente também. E, mesmo com todo esse tabu, algumas coisas os pilotos e comissários não contam para você – justamente para que não te dê mais medo ainda.
Usuários da rede social "Quora", site usado para perguntas e respostas específicas dentro de uma comunidade, sabatinaram o americano Paul Cox, piloto e controlador de tráfego aéreo na Federação de Aviação dos Estados Unidos, e perguntaram quais os principais fatos omitidos por quem vive o dia-a-dia nos ares. Confira:
Às vezes, os aviões têm falhas e ninguém fica sabendo 
Apesar do fato de nós tentarmos pensar que as aeronaves são meios de transporte muito seguros – e que, consequentemente, falham muito pouco – os aviões apresentam uma série de falhas relativamente comuns, como queda de energia do cockpit, problemas na bateria e até mesmo situações nas quais a rota é finalizada com apenas metade dos motores funcionando.

Na maioria dos casos, no entanto, essas falhas são consertadas antes da decolagem, ou a tempo de aterrissar. Ufa!
(Thinkstock)
Ver as imagens
(Thinkstock)
O pouso pode ser irregular ou brusco de propósito 
Praticamente todos os pilotos já passaram por uma aterrisagem irregular em algum momento da vida, mas isso não é sempre culpa de erros de cálculo, não. Há momentos em que um pouso brusco é necessário: quando, por exemplo, está chovendo. Nessas situações, a aeronave precisa aterrissar forte o suficiente para quebrar a resistência da lâmina d'água na pista.

Entretanto, uma estatística dá aval para que tenhamos receio no momento do pouso: quase 50% dos acidentes e fatalidades registrados em aviões acontecem nessa hora. Todo cuidado é pouco.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário