ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Quem são os autores mais reprisados do “Vale a Pena Ver de Novo”


vale-a-pena-ver-de-novo
“Caminho das Índias” voltou a ser o centro das atenções recentemente devido a sua estreia no “Vale a Pena Ver de Novo” na última segunda-feira (27). A trama de Glória Perez é nada mais do que a 81ª transmitida pela Rede Globo na sessão – contando com as que foram exibidas mais de uma vez. Tudo começou em maio de 1980 com “Dona Xepa”, de Gilberto Braga, exibida originalmente 3 anos antes.
De lá para cá, houve de tudo: mudanças no horário, dobradinhas, número de capítulos reduzidos ao máximo, re-reprises… Enfim, não faltam histórias para contar. E, falando nisso, qual será o autor que teve mais histórias veiculadas no formato? Quem receberia o título de Rei ou Rainha do “Vale a Pena Ver de Novo”?
Confira e recorde:
6º Lugar: Glória Perez, João Emanuel Carneiro, Carlos Lombardi, Ana Maria Moretzsohn – 3 reprises
Gloria-Perez-Rodrigo-Argenton--tile
Glória Perez, Ana Maria Moretzsohn, João Emanuel Carneiro e Carlos Lombardi
O enredo que tem a Índia como cenário principal foi o terceiro de Glória Perez a ganhar um “bis”. Antes disso, ela já figurou nas tardes da emissora com “Barriga de Aluguel” (1993) e “O Clone” (2011). O queridinho da emissora, João Emanuel Carneiro, apesar de ter apenas quatro novelas no seu currículo, também foi reprisado 3 vezes: “Cobras & Lagartos” (2014) e “Da Cor do Pecado”, exibida em dois momentos (2007 e 2012).
Carlos Lombardi assinou outras três produções da faixa. São elas: “Vereda Tropical” (1987), “Bebê a Bordo” (1992) e “Quatro por Quatro” (1998). Já Ana Maria Moretsohn também possui o mesmo número: “Tieta” (1994), “Pedra Sobre Pedra” (1995) e “Fera Ferida” (1997). Todas foram escritas em conjunto com Ricardo Linhares e Aguinaldo Silva.
5º Lugar: Gilberto Braga e Ricardo Linhares – 4 reprises
quinto
Ricardo Linhares e Gilberto Braga possuem 4 reprises cada
Um dos autores da atual das nove “Babilônia”, Ricardo Linhares – além das  três citadas acima – foi o criador de “A Indomada” junto com Aguinaldo – reprisada em 1999.
Escritor de inúmeras tramas, Gilberto Braga não é tão prestigiado pelo horário vespertino – talvez pelo teor de suas histórias. Além de “Dona Xepa” (1980), as outras poucas repetições foram: “Água Viva” (1984), “Vale Tudo” (1992) e “Força de um Desejo” (2005). “Celebridade” chegou a ser especulada para o “VPVN”, mas nunca saiu do papel.
4º Lugar: Manoel Carlos e Aguinaldo Silva – 6 reprises
quarto
Manoel Carlos e Aguinaldo Silva: 6 reprises
Se Manoel Carlos nunca mais escreverá uma novela não sabemos de fato, mas pelo menos já temos folhetins editados e prontinhos para serem reexibidos na atração das tardes. São 6 no total: “A Sucessora” (1980) – segunda a ser transmitida na faixa – “Felicidade” (1998), “História de Amor” (2001), “Por Amor” (2002), “Laços de Família” (2005) e “Mulheres Apaixonadas” (2008). E olha que ainda tem Helenas na fila.
Já a primeira reprise de Aguinaldo Silva foi “Vale Tudo” (1992) – escrita em parceria com Gilberto Braga e Leonor Bassères. Depois vieram as já mencionadas: “Tieta” (1994), “Pedra Sobre Pedra” (1995), “Fera Ferida” (1997) e “A Indomada” (1999). “Senhora do Destino” (2009) conseguiu repetir o sucesso da primeira exibição, sendo a de maior audiência dos últimos anos.
3º Lugar: Walcyr Carrasco, Silvio de Abreu, Cassiano Gabus Mendes – 7 reprises
k
Walcyr Carrasco, Silvio de Abreu e Cassiano Gabus Mendes dividem o terceiro lugar
Se considerarmos apenas os últimos 10 anos do “VPVN”, Walcyr sem dúvida seria o campeão. Mas, na soma de todas as produções, fica em 3º. Na lista temos: “Sete Pecados” (2010), “Alma Gêmea” (2009) e “Caras & Bocas” (2014). Além das re-reprisadas “O Cravo e a Rosa” (2003 e 2013) e “Chocolate com Pimenta” (2006 e 2012).
O atual chefe do Fórum de Dramaturgia da Globo, Sílvio de Abreu, divide o terceiro lugar do pódio com Walcyr e Cassiano Gabus Mendes, todos com 7 reexibições. Sílvio aparece com “Pecado Rasgado” (1983), “Jogo da Vida” (1986), “Sassaricando” (1990), “Cambalacho” (1991), “Rainha da Sucata” (1994), “A Próxima Vítima” (2000) e “Deus nos Acuda” (2004). “A Próxima Vítima” foi a única entre as novelas reprisadas que teve um final diferente no novo horário.
Por fim, o saudoso Cassiano Gabus Mendes presenteou os amantes de teledramaturgia com “Te Contei” (1981), “Marron Glacê” (1982), “Plumas e Paetês” (1983), “Elas por Elas” (1985), “Ti Ti Ti” (1988), “Brega & Chique” (1989) e “Meu Bem, Meu Mal” (1996).
2º Lugar: Ivani Ribeiro e Walter Negrão – 8 reprises
segundo
Ivani Ribeiro e Walter Negrão já tiveram novelas sendo reprisadas em 8 ocasiões
Outra já falecida, mas que deixou como herança uma vasta obra para a TV, foi Ivani Ribeiro. A autora foi escolhida 8 vezes para o horário, sendo três destas re-reprisadas: “A Gata Comeu” (1989 e 2001), “Mulheres de Areia” (1996 e 2011) e “A Viagem” (1997 e 2006). Completam a lista “Final Feliz” (1984) e “Amor com Amor se Paga” (1987),
Conhecido pelas tramas solares, Walter Negrão garantiu a segunda colocação juntamente com Ivani. Ele é o autor de “Livre para Voar” (1987), “Pão Pão, Beijo Beijo” (1990), “Top Model” (1991) e “Fera Radical” (1991). Além de “Direito de Amar” (1993), “Despedida de Solteiro” (1996), “Tropicaliente” (2000) e “Era uma Vez” (2007). Se fosse considerado apenas o número de novelas – e não de repetições – Negrão empataria com o primeiro colocado.
1º Lugar: Benedito Ruy Barbosa – 9 reprises
globo__Benedito001-Z_ Paulo Cardeal__gallefull
Benedito Ruy Barbosa é o campeão de reprises na Rede Globo
E por falar nele… O homem que fez o “VPVN” voltar a explodir na audiência em plena tarde com o “Rei do Gado” não poderia receber outro título senão o de “Rei do Vale a Pena Ver de Novo”. Em 9 ocasiões o novelista estava à frente da trama selecionada para a faixa. “Cabocla” – 1ª versão e remake (1981 e 2008), “Paraíso” (1986), “Sinhá Moça” -1ª versão e remake (1993 e 2010), “Renascer” (1995), “O Rei do Gado” (1999 e 2015) e “Terra Nostra” (2004).
Diga aí, merece ou não nossos aplausos?
Fonte: http://rd1.ig.com.br/descubra-quem-sao-os-autores-mais-reprisados-do-vale-a-pena-ver-de-novo/
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário