ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Oito dicas para melhorar suas habilidades no sexo oral


Como regra geral, pra começar, o sexo oral deve imitar os movimentos da penetração, e jamais deve envolver dentes. Fora isso, uma coisa que os caras odeiam é o sexo oral mecânico, feito sem paixão. Quando o assunto é b*****e, tudo o que um homem quer é ver que você está curtindo o momento tanto quanto ele. Aliás, não precisa ter vergonha de fazer contato visual durante o ato, porque o importa mesmo é variar velocidade, ritmo e intensidade. Veja a seguir alguns segredos compartilhados pelo So Feminine e aprenda a fazer um oral inesquecível.

1) Foque nas areas sensíveis: Para fazê-lo cair de joelhos, foque nas partes de sua anatomia que são particularmente sensíveis – a glande (ou cabeça) do pênis, seus testículos e o períneo – o ponto secreto entre os testículos e o ânus. Ele também vai gostar se você der atenção especial ao corpo do pênis, seja usando a boca, mãos ou língua…isso vai fazê-lo quase gozar. 

2) Trabalhe a manipulação: O sexo oral pode ser difícil de fazer em pênis grandes, mas não se preocupe – você não tem que forçar tudo aquilo pela sua garganta. Um truque simples é usar a mão e a boca juntos, algo que dá prazer seja qual for o tamanho do membro. Use saliva ou um lubrificante a base de água para começar a movimentar as coisas e, por fim, acrescente sua boca enquanto movimenta as mãos para cima e para baixo. 

3) Inclua outras regiões do corpo: O sexo oral tem a ver com o efeito de usar o máximo da sua boca sobre o pênis, mas também outras áreas. Tente gentilmente (bem gentilmente!) chupar um de seus testículos por vez. Lamba ou beije a parte interior de suas coxas. Use a língua no supersensível períneo (que traça a linha entre o ânus e os testículos). Se você fizer tudo isso em conjunto, o cara vai ficar totalmente fora do controle. 



4) Sopre quente e frio: Sexo oral tem que ser divertido, portanto se você quer apimentar as coisas tente brincar com a temperatura e as sensações. Um joguinho de temperatura pode ser valioso: tente tomar um gole de chá morno, faça uma espécie de bochecho para distribuir bem o calor, então engula. Aí coloque o pênis dele na sua boca por 20 segundos e chupe. Posteriormente, faça o contrário: faça um enxague bocal com água gelada e repita os passos anteriores. Pode acreditar: a diferença de temperatura vai ser fabulosa para o sortudo. Você também pode tentar fazer com champanha, água com gás, menta, cubos de gelo ou sorvete, para sensações ultra inesperadas. 

5) Melhore o sabor: Algumas mulheres não conseguem tolerar o gosto do sêmen, o que torna o sexo oral menos agradável. Enquanto estiver fazendo sexo oral, você pode acrescentar chocolate, chantilly ou sorvete e depois lamber até tirar tudo; ou tentar um lubrificante com sabor. 

6) Finja que você engasgou: Engasgar durante o sexo oral não é o tipo de coisa pra se sentir envergonhada. Ele vai pensar que você está engasgando por ser tão grande, e se você disser isso para o cara então, ele vai se achar um DEUS. Se você estiver engasgando de verdade ou com muita frequência, tente usar as mãos também para ampliar o conforto. 

7) “Me avise antes”: Quando ele começar a gozar, existe a dúvida sobre engolir ou não. Você não tem obrigação de fazer isso: cada um decide por si. Se você acha a ideia de ter esperma na sua boca revoltante, não se force a engolir, porque no fim das contas, não vai ser mais ou menos prazeroso pra ele. Apenas deixe bem claro que o cara deve parar em tempo. Caso contrário, deixe ele gozar na sua boca depois cuspa tudo. Alguns preferem gozar nos seios, barriga ou outras partes do corpo, mas só devem fazer isso com o seu consentimento. 


8) DSTs? Nem pensar!:Fique ligada na hora de fazer ou receber sexo oral, pois sem proteção existe o risco de você contrair hepatite B, infecções por fungos entre outras doenças sexualmente transmissíveis. Embora o risco de contrair HIV via seja menor por essa modalidade, ainda assim pode acontecer. Infecções orais também podem ser transmitidas pelo sexo oral, então se você estiver com uma ferida na boca, é melhor jogar a real para o cara. 
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário