ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Menina de 2 anos vê Jesus antes de morrer e emociona família

Menina de 2 anos vê Jesus antes de morrer e emociona famíliaA história da menina Giselle Janulis, que morreu aos dois anos de idade por conta de um problema cardíaco, tem emocionado pessoas ao redor do planeta. Antes de morrer, a menina disse ter visto Jesus.
A descoberta da doença cardíaca aconteceu de forma surpreendente, num exame de rotina solicitado pelo médico quando ela tinha sete meses de idade. Até então, nenhum sinal do problema havia sido notado pelos pais. “Eu não sei por que Giselle nasceu assim. Essa é uma das perguntas que eu vou fazer a Deus”, disse Tamrah Janulis, a mãe da menina.
Giselle tinha um defeito cardíaco congênito conhecido como tetralogia de Fallot, a causa mais comum da síndrome do bebê azul. Tamrah e marido, Joe, foram pegos de surpresa quando os médicos informaram que Giselle tinha uma válvula a menos, assim como uma série de artérias que não haviam se formado. “Eu pensei que não havia nada de errado.
Eu não estava preparada. Eu estava no hospital e meu mundo completamente parado. Eu estava em choque, sem palavras”, relembra a mãe.
Alguns médicos especialistas disseram que Giselle poderia viver até os 30, outros disseram que ela não deveria nem estar viva. Dois meses depois do diagnóstico, os médicos realizaram uma cirurgia cardíaca e descobriram que o coração de Giselle parecia “uma tigela de espaguete” ou “ninho de pássaro”, com pequenas veias filiformes que haviam surgido, na tentativa de compensar as artérias faltantes. Após a cirurgia, um especialista recomendou um transplante de coração e pulmão, um procedimento raro que normalmente não é bem-sucedido em crianças.
Tamrah e Joe decidiram não fazer o transplante, mas seguiram a prescrição dos médicos para uma dar à menina uma série de medicamentos. “Eu dei os remédios todos, duas vezes por dia. Levei-a comigo em todos os lugares e nunca a deixei fora da minha vista”, relatou a mãe ao God Report.
Giselle
Giselle demonstrava ser uma criança brilhante, e aprendeu o alfabeto com apenas 10 meses de idade. “Nada parou Giselle. Ela adorava ir ao zoológico. Ela andava a cavalo comigo. Ela fez tudo. Somos uma família muito musical e Giselle estava sempre cantando”, contou Tamrah.

À medida que os meses foram passando, suas mãos, pés e lábios começaram a exibir uma leve tonalidade azulada, sinais indicadores seu coração não estava funcionando corretamente. Depois de seu segundo aniversário, ela teve sua primeira visão de Jesus. Foi o que aconteceu em sua sala de estar, apenas algumas semanas antes de sua morte.
“Olá Jesus. Olá, olá Jesus”, disse a menina, causando surpresa à mãe, que a questionou: “O que você está vendo, gatinha?”. Sem dar muita atenção à mãe, e com os olhos arregalados, Giselle repetiu a saudação: “Oi Jesus”.
Insistente, Tamrah contou que insistiu em saber o que estava se passando, e perguntou à filha: “Onde ele está?”. Giselle respondeu sem titubear: “Bem aqui”.

Poucos dias depois, os pais não sabiam que a morte era iminente para Giselle, mas o quadro dela se deteriorou nas horas que antecederam sua partida. “Ela estava ficando cada vez mais fraca”, diz Tamrah. “Suas mãos e pés começaram formigar e os tecidos começaram a morrer. Seus pés, mãos e lábios estavam cada vez mais azuis. A família, que estava reunida em torno da bebê na cama do casal, presenciou a menina suspirar suavemente em meio a um gemido, logo antes de parar de respirar.
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário