ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Slow sex: diminua o ritmo da relação sexual e garanta orgasmos mais intensos

Slow sex: diminua o ritmo da relação sexual e garanta orgasmos mais intensos
O sexo vai muito além do momento da penetração e quando suas outras etapas são exploradas a fundo o casal só tem a ganhar. Do maior envolvimento emocional à potencialização do orgasmo, conheça as vantagens e invista já no SLOW SEX, a relação lenta que privilegia o romantismo.
Existe uma parte do sexo tântrico que prega exatamente isso: que AS PRELIMINARES E QUALQUER TIPO DE TOQUE DEVERIAM SER MAIS DEMORADOS, porque dá tempo principalmente para a mulher para que ela se envolva de alguma forma com o que está acontecendo. "Tem parceiro que é muito acelerado e não dá tempo dela se excitar, o que pode levar de 10 a 40 minutos. Ela demora muito mais para entrar na situação sexual e o toque tem mais peso”, explica a terapeuta sexual DÉBORA PÁDUA.
O mais bacana de investir no slow sex é entender que é possível tirar muito mais prazer da relação quando o sexo não é algo mecânico e dentro do esperado. “Quando as pessoas estão dispostas a se tocar de verdade é tudo muito bom. O toque é importante para o sexo feminino já que o tato é mais aguçado nelas. COM O SEXO LENTO O ENVOLVIMENTO PASSA A SER NÃO SÓ TÃO FÍSICO E SIM EMOCIONAL. E é muito mais fácil de se entregar, POTENCIALIZAR O PRAZER E O ORGASMO. Tudo vai criando expectativa, tornando mais prazeroso para ele também”, revela.
PENSANDO NAQUILO!
Muita gente acha que o sexo começa na cama, mas acredite, ele começa muito antes disso. Preparar todo o clima algumas horas antes, arrumando o local, se produzindo e pensando na hora H, tudo isso faz parte da relação sexual e te faz entrar no clima, uma espécie de preliminar. O sexo começa muito antes de vocês se tocarem e se encontrarem.
AS PRELIMINARES
O slow sex pode começar também como uma brincadeira ou numa espécie de desafioAlém de prazeroso, o clima fica descontraído e com um sabor de novidade. “Dessa maneira, o sexo ganha um ar mais natural e não de obrigação, o que acontece com muitos casais. Tudo fica mais divertido, faz com que seja diferente”, detalha. Estipule um tempo para cada fase da relação, que pode variar de cinco a 10 minutos, de acordo com o perfil de vocês.
O mais importante é respeitar o que pode e o que não pode, fazendo com que toda a excitação seja progressiva e interessante. “Comece com um beijo mais lento, que pode ir ficando mais intenso e percorrer todo o corpo, mas sem chegar ao genital. DEIXE PARA TOCÁ-LO NAS PRÓXIMAS FASES e aí então parta para o coito de fato. As pessoas costumam acelerar demais esse processo”, indica.
MAIS TEMPO NAS POSIÇÕES
Algumas posições ajudam a PROLONGAR O ATO SEXUAL para os homens, e já que o clima é de lentidão e muita paixão o melhor é apostar naquelas que permitam maior cumplicidade. Cada homem tem uma forma de segurar esse orgasmo, mas se ele não tem tanto atrito com o pênis fica muito mais fácil de segurar por mais tempo. O OLHO NO OLHO VAI TE DAR UM MAIOR ENVOLVIMENTO EMOCIONAL E UM CLIMA DE ROMANCE, que ajuda a segurar também, assim como as posições de frente ou o 'papai e mamãe', onde ele precisará de uma penetração mais devagar. Apesar de não ficar cara a cara, a posição de lado também aproxima o casal e ela ainda vai segurar a ereção por não ter contato visual tão grande. 
Fonte: http://daquidali.com.br/amor-e-sexo/slow-sex-diminua-o-ritmo-da-relacao-sexual-e-garanta-orgasmos-mais-intensos/
Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário