ANJOS, F. C Fábio Cristovão dos Anjos. Tecnologia do Blogger.

Gêmeos siameses unidos pelo abdômen nascem nos EUA e aguardam decisão sobre separação de seus corpos

Uma mulher deu à luz meninos gêmeos siameses, unidos pelo abdômen, apenas 11 meses após ter seu primeiro filho. Eles nasceram na Flórida, EUA.
Michelle Brantley e o noivo Bryan Mirabal ficaram chocados quando descobriram a gravidez
Na sexta-feira (12), depois de 34 semanas de intensas complicações médicas, Carter e Conner Mirabal, ligados pelo abdômen, nasceram pesando cerca de 2,3 quilos cada um.
Uma cirurgia para reparar danos em seus estômagos será realizada em breve. Em uma circunstância incomum mas otimista, eles não parecem compartilhar quaisquer órgãos de acordo com os médicos.
Gêmeos siameses unidos pelo abdômen nascem nos EUA
Gêmeos siameses unidos pelo abdômen estão aguardando decisão entre os médicos e seus pais sobre possível separação de seus corpos.
Os gêmeos foram transferidos para uma unidade de cuidados especiais para observação. A taxa de sobrevivência de gêmeos siameses é entre 5 a 25 por cento.
44
Os irmãos irão permanecer unidos enquanto os médicos e seus pais discutem o melhor caminho a seguir. A condição das crianças foi descrita como estável.
O fato de aparentemente não possuírem órgãos compartilhados pode facilitar o procedimento de separação.
444
4444
44444
444444

Share on Google Plus

Sobre o autor Fábio Anjos

Biólogo Licenciado em Ciências Biológicas, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA-CE, Licenciatura Plena, 2010. Atualmente exerce a função de educador nível médio no Projeto Travessia na rede Estadual de Ensino, na Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora e como também na rede municipal de João Alfredo. O mesmo possui Pós-graduação Lato Sensu em Análises Clínicas pela Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE-PE, 2012. Cursando mestrado, pela Faculdade Norte do Paraná, no curso de Ciências da Educação e Multidisciplinaridade e cursando espanhol pela Universidade de Pernambuco.
    Comente
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário