Já imaginou carregar seus entes queridos, em vida, dentro de caixões abertos até o cemitério? Pois bem, neste povoado espanhol isso acontece há mais de 1 século

Trata-se da Procissão das Mortalhas, na qual devotos de Santa Marta que escaparam da morte recentemente a agradecem por terem sobrevivido
A romaria mobiliza todo o povoado de Santa Rita de Ribarteme, na Espanha, e homenageia a irmã de Lázaro, que teria acompanhado o calvário de Cristo
A origem desta marcha fúnebre de vivos remonta aos tempos medievais e mescla rituais do catolicismo e de tradições pagãs da região da Galícia
Por volta das 10 horas, os caixões que transportam os sobreviventes são levados por parentes até a igreja local
Após a celebração de uma missa, os caixões saem em procissão até o cemitério da cidade, acompanhados de uma multidão de crentes e curiosos
“Eu sei que as pessoas pensam que estamos loucos, porque até minha mãe disse que eu estava assim quando decidi participar”, disse a romeira Karina Domínguez ao NY Times
O desfile conta também com caixões infantis; no entanto, esses são levados fechados e sem nenhuma criança dentro
Como o evento tem atraído um número crescente de turistas, a igreja local passou a cobrar uma taxa de 100 euros dos interessados em participar dos seus próprios funerais
Segundo o pároco da localidade, a cobrança é também uma maneira de eliminar os curiosos que participam da romaria apenas por diversão
E você? Participaria de uma celebração como essa?